Arquivo do mês: julho 2008

conexão frança-japão

O artista francês Geneviève Glauker inaugurou em julho uma exposição simultânea em 3 lojas em Tóquio. Geneviève é responsável pela criação de ilustrações de mostros e personagens conhecidos como estes daí de cima.

Em 2005 o ilustrador já tinha feito uma parceria com a loja de departamento Hankyu (Osaka) dentro do projeto “Graffitti Meets Windows”

Se você se apaixonou pelo trabalho dele, como eu, clique aqui e veja todas as deliciosas opções que podem chegar na sua casa por correio.

————————

Ah! Em tempo: Geneviève já esteve no Brasil em 2007 participando da exposição Place: o mundo em uma maleta no Museu da Casa Brasileira.

Deixe um comentário

Arquivado em ...nas artes

a próxima grande animação francesa?

Quando você pensa em animação francesa você lembra de que? Eu só penso em Bicicletas de Belleville, que tenho vontade de rever sempre. (E sempre lembro da menininha na minha frente no cinema que sacava antes de todo mundo o que ia acontecer, e dizia alto “Ih! Morreu!” e coisas do gênero)

Bom, no ano que vem, o criador Sylvain Chomet lança seu novo filme “O Ilusionista” baseado em um roteiro não filmado de 1956 do comediante Jacques Tati. Para mim, só a união dos dois nomes já aguça ainda mais a minha imaginação – e a minha vontade de que 2009 chegue logo.

Segundo Sylvain: “A história trata de um ilusionista dos anos 60 que viaja por aí no início dos fenômenos da televisão e do rockand roll. Ele se apresenta em Paris e Londres e conhece um escocês que o convida para ir a Iona. Lá, encontra uma jovem garota que trabalha em um bar e acredita que ele é um verdadeiro mágico. Os dois se envolvem em uma relação, vão para Edimburgo, mas ela conhece lá outra pessoa…” 

“Não é um assunto muito comum para um filme de animação. É mais direcionado para crianças, mas estou seguro que os adultos vão gostar também”

É esperar – só mais alguns meses – para conferir!!

——————-

O criador: Sylvain Chomet

Tem 45 anos e dirije o estúdio de animação Django Films, criando animações comerciais, além de filmes de longa metragem.

Vídeos para matar a vontade enquanto 2009 não chega:

Comercial dirigido por Sylvain Chomet para a American Airlines

E essa animação para Winterthur que é genial!!

 

1 comentário

Arquivado em ...no cinema

batata rösti por rita lobo

Depois do salmão, da terrine, do coq au vin, a batata rösti complementa o jantar à francesa por Rita Lobo. Depois, bem, depois só as sobremesas…. logo em próximos posts.

Às batatas:

Ingredientes
6 batatas grandes
1 xícara (chá) de agrião (somente as folhas)
1 cebola roxa pequena
2 colheres (sopa) de azeite de oliva
1 pitada de noz-moscada ralada na hora
sal a gosto

Modo de preparo

1.Numa panela média, coloque as batatas, 2 litros de água e 1 colher (chá) de sal. Leve ao fogo alto e, quando ferver, deixe cozinhar por 15 minutos. Retire as batatas e deixe esfriar.

2.Numa tábua, pique fino o agrião e a cebola. Reserve.

3.Quando as batatas esfriarem, descasque-as e passe no lado grosso do ralador. Transfira a batata ralada para uma tigela e tempere com noz moscada.

4.Numa frigideira antiaderente, refogue a cebola com 1 colher (chá) de azeite de oliva por 5 minutos em fogo médio. Junte o agrião, tempere com sal e misture bem.

5.Leve outra frigideira antiaderente ao fogo médio por 1 minuto. Coloque 1 colher (sopa) de azeite e espalhe metade da batata ralada. Acrescente o agrião e a cebola sobre a batata e cubra com a outra metade da batata ralada. Regue com o restante do azeite e deixe fritar por 10 minutos ou até que embaixo se forme uma casquinha dourada. Para virar a batata, transfira-a com uma espátula para um prato; coloque a frigideira virada de cabeça para baixo sobre o prato; segure os dois juntos com um pano de prato e vire.

6.Leve a frigideira de volta ao fogo e deixe a batata dourar por mais 15 minutos. Transfira para um prato e corte em 6 partes.

4 Comentários

Arquivado em ...na cozinha