Arquivo do dia: julho 1, 2008

sertão metafísico

Em entrevista ao jornal Folha de Sao Paulo, a escritora Vilma Guimarães Rosa Reeves, filha mais velha de Guimarães Rosa, falaou sobre as primeiras páginas da obra “Grande Sertão: Veredas”. E não é que ela revela que os primeiros capítulos foram escritos em Paris? Oui, oui!

“Vilma conta que, quando morava em paris com seu pai, ele falou sobre um livro que estava começando a escrever. “Ele me deu pra ler a página. Aí eu li e disse que estava bonito, musical.” Ela diz que percebeu que o enredo, a temática e o cenário era o sertão. Guimarães Rosa então explicou que se tratava de uma história que o pai dele havia contado.

A escritora então estranhou, pois eles estavam em Paris. Ela conta que seu pai então disse: “O sertão Vilminha é metafísico. Eu galopo nele as minhas histórias”.”

———————

O livro, na França, foi publicado com  título de Diadorim, um de seus personagens.

“Brutal, tendre, cordial, sauvage, vaste comme le Brésil lui-même”, dit à propos de ce livre Jorge Amado. Tout est dit. ‘Diadorim’ est une oeuvre complexe, brutale, qui ne se donne pas facilement. par Anne-Sophie Aguilar

1 comentário

Arquivado em ...na vida, ...nas letras

criaturas fantásticas por philippe genty

No espetáculo LA FIN DES TERRES, do encenador Philippe Genty, personagens enigmáticos e criaturas fantásticas estão presentes em uma mistura fantástica de teatro visual com dança, circo, pantomima e marionetes.

Quando duas pessoas mergulham em um mundo de sonhos, repletos de monstros e fadas, elas passam a revelar emoções secretas…

No Teatro do Sesc Vila Mariana quarta 25 e quinta 26 de junho.

Acho que é imperdível!

——————–

Procurei um vídeo para que meu post fique mais convincente, e aí está (com legendas em árabe. Mas quem se importa com o que está escrito, quando o que está sendo mostrado é tão, tão, tão…

1 comentário

Arquivado em ...nas artes