Arquivo do mês: julho 2008

fotógrafos da vida moderna

Está acontecendo no MAC (Museu de Arte Contemporânea de São Paulo), a exposição “Fotágrafos daVida Modera, que reúnec 154 fotografias feitas na primeira metade do século 20, por ícones do gênero, entre eles os franceses Henrry Cariter-Bresson, Pierre Verger e Robert Doisneau.

 

A maioria das fotos é da coleção particular do ex-banqueiro Edemar Cid Ferreira e ficarão ao alcance dos nossos olhos até 28 de setembro. A curadoria é de Heloise Costa e quem chegar lá ainda pode se divertir com exemplares das lendárias revistas “Vu”, “Life” e “Paris Match”, que publicaram fotos dos fotógrafos.

 

Seguem alguns trabalhos dos fotógrafos franceses e seus sites. Aproveite.

Henry Cartie-Bresson

Pierre Verger

Robert Doisneau

 

O MAC Ibirapuera fica na Av. Pedro Álvares Cabral, portão 3, Pavilhão da Bienal, fone 5573-5255, de terça a domingo, das 10h às 18h.

1 comentário

Arquivado em ...nas artes

sabe o que é parkour?

Se sabe que Parkour é uma atividade física, denominada “a arte do deslocamento”, já viu alguém praticando por aí? Se viu alguém pulando obstáculos urbanos, vestido com roupas “normais”, sabia que mais do que um esporte, os praticantes o consideram uma forma de vida, com filosofia e regras específicas? Se você já sabia de tudo isso, sabia então que a técnica foi criada por David Belle, um francês de 35 anos que aprendeu com o pai movimentos e técnicas militares e as transformou nesta mania mundial?

No Brasil, os praticantes são organizados através de associações, e uma comunidade no Orkut possui mais de 40.000 associados!

4 Comentários

Arquivado em ...na vida

gilles lipovetsky com atitude

A notinha que saiu ontem na coluna de Monica Bergamo, na Folha de S.Paulo, afirma que o filósofo francês Gilles Lipovetsky confirmou sua volta ao Brasil, em agosto, para participar do seminário “Com: Atitude”. Ele mesmo, que chamou a Daslu de “bunker de luxo” e de uma “questão ética, escandalosa” o fato de coleiras serem vendidos a partir de 1000 euros na loja Goyard para pets, disse que quer conhecer o shopping Cidade Jardim. Aí vem…

Deixe um comentário

Arquivado em ...na vida

le petit trou

É o próprio músico e restauranteur Edgard Scandurra quem apresenta o seu restaurante em São Paulo, em sociedade com o chef Luiz Emanuel, dono do Allez Allez::

“Foi numa viagem em família, no fim de 2005, que me encantei com os sabores das regiões francesas da Normandia e da Bretanha. O perfume da sidra, o frescor dos frutos do mar, a simplicidade autêntica das galettes imprimiram em mim mais que boas memórias. Voltei ao Brasil com uma idéia fixa: abrir um restaurante.

Assíduo freqüentador do circuito gastronômico paulistano, tive a certeza de que faltava na minha cidade esse lugar, pequeno, onde a comida da costa norte da França tivesse grande espaço. E já que o palco era a França, por que não ambientar esse restaurante no universo poético de Serge Gainsbourg, um dos nomes mais importantes da música daquele país?

Iniciamos então a construção desse sonho, hoje uma realidade: o restaurante Le Petit Trou, pequeno buraco em português (ou buraquinho, para os íntimos), nome inspirado no primeiro sucesso de Gainsbourg. Honrados, fazemos parte do seleto grupo de restaurantes franceses de São Paulo e esperamos, de terça a domingo, a chegada de alguém muito especial para abrilhantar ainda mais nosso espaço: você!”

Edgard Scandurra

____________________________________________________________________________________________

Para o dia 29 de julho está programado O Pequeno Grande Baile, uma noite com menu especial, com Edgard discotecando as músicas mais românticas dos últimos 40 anos.

____________________________________________________________________________________________


Aos românticos de plantão, é a hora:
O Le Petit Trou fica na rua Vupabussu, Pinheiros, São Paulo. Fone 3097 8589

1 comentário

Arquivado em ...na cozinha

nossos brasileiros na frança: oscar niemeyer

“Se eu não pudesse mais viver no Rio, é em Paris que eu moraria”, disse o arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer em 1990 a um jornalista francês. No período em que ficou exilado na capital francesa (entre os anos de 1967 e 1972) projetou, de graça (e baseado em todas as suas convicções socialistas), a sede do Partido Comunista Francês.

O prédio está hoje na lista dos monumentos nacionais da França e é admirado por sua fachada ondulada, como se fosse uma bandeira ao vento. Mais tarde, ele realizou a obra que a UNESCO incluiu, em 2005, na lista do patrimônio mundial: a Casa da Cultura, da cidade francesa de Le Havre, inaugurada em 1982.

(Informações obtidas em reportagem realizada por Mário Câmera)

Em dezembro de 2007, o arquiteto foi condecorado com a medalha e o título de comendador da Ordem Nacional da Legião da Honra em cerimônia comandada pelo embaixador da França no Brasil.

Deixe um comentário

Arquivado em ...nas artes, ...nossos franceses

uma garota dividida em dois

Aos 78 anos de idade, Claude Chabrol é um dos cineastas franceses mais velhos em atividade.

Em cartaz em São Paulo, no Cinesesc, Espaço Unibanco Pompéia, Frei Caneca Unibanco Arteplex, HSBC e Reserva Cultural. Comentário do Guia da Folha, publicado ontem e o trailer.

Deixe um comentário

Arquivado em ...no cinema

stéphane pompougnac lança selo e cd

O DJ francês Stéphane Pompougnac participa hoje, às 23h, de festa no Museum Dining Art, onde serão lançados o segundo volume do CD “Jazzmasters -The Best of Groove” e o seu disco solo  “Living on the Edge”. O álbum marca a estréia do selo Pschent no Brasil, que é conhecido pela série de CDs de música lounge “Hotel Costes”.

A festa é  na rua James Joulie, 65, no bairro Brooklin Novo.

Telefone 5507-3650.

“Investimento”: R$ 250,

Pra fazer um esquenta, tem Stéphane Pompougnac no myspace

Deixe um comentário

Arquivado em ...na música