Arquivo do mês: setembro 2008

comme les autres

Estreia deste fim-de-semana, Comme les Autres (que tem no Brasil o terrível título de Baby Love), confirmando os paradoxos da França moderna, um país onde o aborto é legalizado e acessível, mas um casal de homossexuais, mesmo que dentro de uma união estável e financeiramente bem, não pode adotar uma criança.

E é este o mote da comédia de Vincent Garenq, o roteirista e diretor que faz sua estréia no cinema, depois de muitos anos à frente de programas de TV. O cineasta teve a idéia do filme quando descobriu que um velho amigo, gay, viajou com o namorado e um casal de lésbicas para discutirem a possibilidade de terem filhos.

Deixe um comentário

Arquivado em ...no cinema

yelle, a francesa do clipe genial, vem aí

Já falamos sobre Yelle aqui, por conta de seu genial clipe, com a dança tendência Tecktonik. Agora, ela vem ao Brasil para um show com letras de um dia-a-dia cheio de sexo, vibradores e humor, e pede para que os fãs apareçam vestidos a carater, inspirados no figurino do clipe Ce Jeu. Que eu publico aqui caso você se anime:

Aqui, a matéria completa da revista da Folha:

“Se é verdade que ela só canta sobre seu dia-a-dia, a vida de Yelle, alcunha da francesa Julie Budet, que se apresenta terça, dia 30, no clube Glória, deve ser cheia de sexo, hétero e homossexual, luxúria, humor e moda. 

Yelle, diminutivo da frase inglesa “you enjoy life” (aproveite a vida), já foi rotulada de musa do novo “french touch” à rainha do tecktonik, a dança que se espalhou como praga mundo afora via YouTube. 

Na primeira turnê desse lado do Atlântico, ela, o marido Grand Marnier, na bateria, e Tepr, no teclado, fazem show com repertório do disco de estréia, “Pop Up”. 

Mais do que suas influências e temas por trás das músicas -o tamanho do seu sutiã e seu melhor amigo, o vibrador, são alguns deles-, importa saber que a garota que diz amar “ser livre para cantar sobre lesbianismo e vibradores” arma uma verdadeira festa. Ela pede que o público vista máscaras e se prepare para um desbunde fashion -no palco, vai vestir criações do jovem designer belga Jean-Paul Lespagnard. 

Quem quiser ter uma idéia desse visual luxo total pode conferir o clipe de “Ce Jeu”, disponível na internet.” 

O show acontece na terça-feira, dia 30, no Clube Glória

1 comentário

Arquivado em ...na música

na mostra delírios em 35mm

Hoje, domingo, Ladrão de Sonhos (ou La Cité des Enfants Perdus), uma co-produção de França, Espanha e Alemanha de 1995. O diretor e os atores são franceses (Direção: Jean-Pierre Jeunet e Marc Caro. Com: Ron Perlman, Dominique Pinon, Jean-Claude Dreyfus, Jean-Louis Trintignant) e história traz um homem incapaz de sonhar e que rapta crianças para roubar seus sonhos… até que um caçador de baleias parte em busca de seu irmão desaparecido e descobre a Cidade das Crianças Perdidas.

É lindo, é delirante, é emocionante. E é uma desculpa para não ficar em casa neste domingo.

Às 16h30, na Cinemateca Brasileira.

———————-

O diretor, Jean-Pierre Jeunet, para quem ainda não caiu a ficha, é o mesmo diretor do fofo e encantador Amelie Poulain e do surreal Delicatessen.

   

Demorei a conectar as duas (ou as três) realizações do diretor. Mas olhando bem para esta cena de Delicatessen, é bem fácil fazer a conexão com a estética de Amelie… não acha?

Mais informações sobre a mostra, aqui

Deixe um comentário

Arquivado em ...no cinema