Arquivo da categoria: …na cozinha

o chef dos chefs ou nossos franceses: roland villard

viliard

Eu me impressiono cada vez mais com o número de chefs de cozinha franceses que escolhem o Brasil como moradia – e palco de suas criações. Ontem descobri o chef francês Roland Villard, que foi premiado pelas revistas Veja Rio, Guia Quatro Rodas e Gula como o melhor chef de cozinha do país no ano de 2008. Para mim, então, ele e o chef dos chefs!

“Nascido em Saint-Etienne, região central da França, Villard demonstrou interesse pela culinária desde a infância e logo começou a trabalhar em Paris, a capital da gastronomia mundial. De lá para cá, o chef não parou mais: trabalhou em países da Europa, África e América Latina, sempre valorizando as técnicas e as tradições da gastronomia francesa. Há 11 anos no Brasil, atuando como chef do restaurante Le Pré Catelan do Hotel Sofitel Rio de Janeiro, um dos dez melhores restaurantes de hotel do mundo segundo a revista World Hotel Magazine, Villard tornou-se rapidamente um dos grandes nomes da gastronomia no país, acumulando diversos prêmios nacionais e internacionais. Além dos inúmeros prêmios recebidos, Villard foi responsável pela realização de várias cerimônias importantes, entre elas o jantar de gala no Castelo de Versalhes, em comemoração ao Ano do Brasil na França (2005), e o coquetel em homenagem à vinda de Jacques Chirac ao Brasil na embaixada da França, em Brasília (2006).  Nos últimos meses, Roland Villard participou, como especialista e jurado, de um concurso nacional promovido pelo programa Mais Você, de Ana Maria Braga, na Rede Globo.”

Essas informações são da Folha, mas vou pesquisar mais, e quem sabe provar alguma coisa, para trazer mais informações sobre este grande chef para o nosso OuiOui.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em ...na cozinha

festival varilux de cinema francês

Mais um festival de cinema francês para animar as meninas aqui do OuiOui. O Festival Varilux de Cinema Francês está em sua sétima edição, passa por 12 cidades e apresenta 6 filmes inéditos além de uma reprise: Dois em Um, 15 anos e meio, La Belle Persone, Beijo na Boca, Não!, Feliz e Lola, e Atrizes, além de Elogio ao Amor. 

A programação em São Paulo começou nesta sexta e vai até o dia 27, com filmes no HSBC Belas Artes. Veja detalhes aqui, no site oficial.

Para acompanhar o evento, o restaurante francesinho Paris 6 inaugurou uma mostra de fotográficas com imagens do filme Dois em Um. A exposição permanece até o final de novembro e, durante esse período, o restaurante também exibirá trechos do filme.

Deixe um comentário

Arquivado em ...na cozinha, ...no cinema

três posts em um

galette

Já falamos aqui do restaurante Le Petit Trou, de crepes francesas e de Serge Gainsbourg. Neste post, os três assuntos se juntam em um, já que o Petit Trou, que tem nome em homenagem ao cantor e compositor Serge Gainsbourg, organiza um festival de crepes e galettes.

O festival vai até o dia 23 de novembro e promove a experimentação de galettes (que são preparadas com trigo sarraceno e servidas com recheios salgados), e de crepes (feitas com farinha branca e recheios doces), 9 ao todo.

Destaques para:

Galettes de endívias e presunto cru,

alcachofra ao creme gorgonzola, camarão ao vinho do porto

maçã, presunto de peru e queijo gruyère

Crepes de morango ao chocolate branco

e compota de maçã com espuma de morangos.

Pedindo uma das receitas do festival, o visitante recebe uma caneca de sidra, a bebida perfeita para os pratos da Borgonha.

————————

E você pode sair cantando ao som de “Le poinçonneur des Lilas”, a música cujo refrão dá nome ao restaurante

“Je suis le poinçonneur des Lilas
Le gars qu’on croise et qu’on ne regarde pas
Y a pas de soleil sous la terre, drôle de croisière
Pour tuer l’ennui, j’ai dans ma veste
Les extraits du Reader’s Digest
Et dans ce bouquin y a écrit
Que des gars se la coulent douce à Miami
Pendant ce temps que je fais le zouave
Au fond de la cave
Parait qu’il y a pas de sots métiers
Moi je fais des trous dans les billets

Je fais des trous, des petits trous, encore des petits trous
Des petits trous, des petits trous, toujours des petits trous
Des trous de seconde classe, des trous de première classe.”

Deixe um comentário

Arquivado em ...na cozinha, ...na música

le beaujolais nouveau est arrivé!

picture-9

Daqui a pouco muitos dos restaurantes e todas as importadoras de vinho estarão anunciando a chegada do Beaujolais Nouveau. O vinho, paparicado por uns, odiado por outros, tem sua “chegada” nos mercados de todo o mundo na terceira quinta-feira de todo mês de novembro. Sim. Uma loucura! O franceses fazem um esquema tal que milhares de estabelecimentos em 200 países recebem o famoso vinho no mesmo dia, o que ajuda a “marquetear” a chegada da safra. 

A descrição do vinho é simples: um vinho jovem e frutado, feito com uvas Gamay, no leste da França. É a primeira leva da safra do ano, de Beaujolais, por isso Nouveau.

A grande questão é que, diferentemente de outros vinhos franceses, feitos para durar, o Nouveau deve ser tomado em no máximo 90 dias e, dizem os especialistas, não tem muita personalidade. 

Mas, vale a pena pela festa e por mais um motivo para celebrar com taças erguidas!

2072195682_1332176b8c

———————————————– 

Aqui, alguns pareceres e informações sobre o Beaujolais

“A moda dos nouveau ditada nos termos da produção em massa, ao estilo fast food, foi responsável por colocar no mercado uma bebida pobre, com uma imagem de um vinho insípido feito para ser bebido imediatamente.”, de Jackson no QVinho

“Por ser novo, o Beaujolais Nouveau tem sabor excessivamente frutado, que não agrada a muitos brasileiros. Também é muito perecível e não deve ser guardado por mais de noventa dias.”, em reportagem antiga da Veja 

“Produzido na região francesa da Borgonha, o Beaujolais é um vinho vinificado rapidamente, num processo de maceração carbônica. Os primeiros escritos sobre ele são de 956 e referem-se aos vinhedos de Brulliacus – hoje, Brouilly. No século XVI passou a ser comercializado fora de sua região. Primeiro em Paris e, depois, em outras cidades francesas. Às vésperas da Revolução Francesa, uma grande comemoração foi feita em Paris para anunciar a chegada do Beaujolais Nouveau.” do Guia dos Curiosos

1 comentário

Arquivado em ...na cozinha

chá da tarde à francesa

french-tea-garden-print-c10379801

Li esta notícia no fim de semana e confeso que não podia esperar para posta-la. O Sofitel* tem agora um chá da tarde entitulado adequadamente como “J’Adore le Thé” cheio de itens da pâtisserie e boulangerie servidos com aromáticos chás.

Imagine fugir no meio da tarde para comer mil-folhas de baunilha, minibombas e um ópera ganache de Paris com nozes?

Custa R$ 34, e é servido de segunda a sexta, das 15h às 18h. 

* R. Sena Madureira, 1.355, Vila Clementino, tel. 3201-0800

Deixe um comentário

Arquivado em ...na cozinha, ...na vida

um éclair para um sábado feliz

Se você pensa que nunca comeu um éclair, ou nem sabe o que é isso, deve estar muito enganado. O nome francês éclair tem um nome bem mais popular por aqui: a bomba – de chocolate, de creme, do que for doce. 

Em geral, ambos têm este formato comprido, são recheados de algum creme e cobertos com algum “fondant”.

eclairb

O éclair provavelmente foi criado na França, durante o século 19 e alguns historiadores creem que o primeiro éclair foi feito por Antonin Carême (1784-1833), um famoso chef francês da época.

Se nada disso importa, e se tudo isso deu água na boca, que tal provar uma das delícias do festival de éclairs que a patisserie Mara Mello* promove até o dia 15 de novembro? São oito sabores diferentes à base de mascarpone com sabores como framboesa com capim santo e baunilha com mel de trufa. Super sofisticados, como um verdadeiro éclair!

* parte da renda obtida será doada a Acredite, uma entidade sem fins lucrativos cujo objetivo é melhorar a qualidade de vida de crianças e adolescentes com doenças reumáticas.

Deixe um comentário

Arquivado em ...na cozinha, ...na vida

no salão de um restaurante francês

Para completar o staff de um verdadeiro restaurante francês, falta ainda a equipe do salão, compreendida por:

  • Directeur de la restauration – responsável pela administração de toda a comida e coisas relacionadas, principalmente em grandes restaurantes e grupos
    • Directeur de restaurant – resposável pela operação do restaurante, o que inclui administrar o staff, contratar e demitir profissionais, treinar profissionais. Em estabelecimentos maiores, este profissional tem asistentes, que podem substitui-lo em caso de ausência
    • Maître d’hotel – o nosso “maitre”, que recepciona os clientes, e leva-os até as mesas. Também supervisiona o staff. Em geral é a pessoa responsável por lidar com as reclamações e por supervisionar as contas
    • Chef de salle -comunmente fica encarregado do salão. Esta posição pode também ser assumida pelo maître d’hotel
    • Chef de rang – o salão é separado em sessões, chamadas “rangs”. Cada uma dessas áreas é supervisionada por este profissional, que coordena o serviço da cozinha dentro do salão (poderia ser o nosso garçom)
    • Demi-chef de rang ou commis de rang – é o ajudante do garçom, tirando os pratos caso não haja um commis débarrasseur, enche os copos de água e dá assistência ao chef de rang
    • Commis débarrasseur – tira os pratos durante a refeição, e limpa a mesa no final
    • Commis de suite – em grandes restaurantes, é ele que traz os diferentes pratos da cozinha para a mesa
    • Chef d’étage – é quem explica o menu para os clientes e responde às perguntas. É este profissional que geralmente prepara pratos que são finalizados à mesa. Esta posição pode ser combinada com a do chef de rang em estabelecimentos menores
    • Chef de vin ou Sommelier – ultimamente mais conhecido por aqui, gerencia a adega de vinhos e sua compra, além de preparar a lista de vinhos. É este profissional que auxilia os clientes na escolhados vinhos e o serve. Em estabelecimentos maiores, pode existir também uma equipe de sommeliers gerenciada pelo chef sommelier ou chef caviste

    sommelier1

    • Serveur de restaurant – é um garçom faz tudo, em restaurantes menores, servindo os clientes no que diz respeito a bebida e comida
    • Responsable de bar ou Chef de bar – administra o bar em um restaurante, administrando também a contratação e treinamento de barmans. Pode gerenciar mais de um bar, em estabelecimentos maiores e hotéis
    • Barman – preparam e servem drinks para os clientes
    • Dame du vestiaire – fica na chapelaria, recebendo casacos dos clientes
    • Voituriers – nossos “valets”, que cuidam do estacionamento dos carros

    Deixe um comentário

    Arquivado em ...na cozinha