Arquivo da tag: café

livraria francesa

Quando você pensa em Paris, aposto que lembra sempre dos cafés. Se pensar um pouquinho melhor, vai lembrar também que a cidade é cheia de livrarias e os cafés lotados de gente lendo. Para ter a sensação de que está em Paris, folheando livros que você amaria entender (ou entende e se deleita), eu sugiro uma ida à Livraria Francesa.

Na do centro, a primeira, uma seleção fantástica de livros, incluindo livros de arte e livros para crianças, e a delícia de estar a poucos metros do Teatro Municipal, do Viaduto do Chá, das ruas estreitas do centro e sua arquitetura… e a chance de acreditar por alguns minutos que a alma de Paris passou por alí.

Na da Vila Olímpia, a chance não só de encontrar um bom livro, como também de experimentar receitas típicas, como croque-monsieur, quiches, saladas e crossaints, no Café Monteil, localizado dentro da unidade. Segundo Silvia Monteil, terceira geração dos Monteil à frente da Livraria, a elaboração doc ardápio conta inclusive com algumas receitas de família!

Veja mais no site da Livraria, que completou 60 anos em 2007.

Centro – R. Barão de Itapetininga, 275

Vila Olímpia – R. Professor Atílio Innocenti, 920

2 Comentários

Arquivado em ...na vida, ...nas letras

café à moda francesa

Eu acho um charme. E parece mágica. Como uma “maquininha” tão simples pode fazer um café tão gostoso? Ela não é a máquina italiana, que faz o trabalho por você, que também esteve na moda alguns anos atrás. Aliás, conheço poucas pessoas adeptas a este tipo de café, mas sei que o Café Suplicy o oferece e, inclusive, vende as máquinas e o pó na moagem certa. 

A história diz que o “press pot” foi criado por volta de 1850 na França e depois reinventado na década de 30 por italianos. A marca Bodum ajudou a popularizar essa maneira de fazer café, com seu design simples e arrojado ao mesmo tempo.

E como, afinal, funciona isso?

A “máquina” é composta de um pote de vidro e um “pistão” com um filtro (foto 1). Coloca-se o pó e depois água quente até completar (fotos 2 e 3). Mistura-se o pó com a água, para ficar mais homogêneo (foto 4) e depois “pressiona-se” a mistura com o pistão até o fundo (fotos 5 e 6).

E, voilá! Temos um delicioso café para dois. (E que tal um macaroon ou uma madeleine para acompanhar?)

 

Japas usando French Press

  

2 Comentários

Arquivado em ...na vida